comportamento cura

Não seja um chato

18:00Ghiovana Christini



Eu não sei você, mas eu cansei da complexidade. Não cabe mais em mim.  Eu cresci. Externa e internamente. E acho que essa vida de dificultar tudo não cabe mais no meu pé. Na verdade, eu nunca me simpatizei com esse lance de complicar as coisas. Não sei ser melindrosa, guardar mágoa, se ofender fácil. E sabe? Ufa! 

A vida é simples, my friend, e tá passando. Infelizmente, as pessoas é que estão a cada dia mais difíceis. Caramba, onde é que foi parar a nossa simplicidade? 

Quando é que a gente teve que começar a sentir medo por discordar de alguém? Quando é que a ofensa se tornou algo tão tangível? Quando foi que aprendemos a levar tudo pro lado pessoal? Quando nos tornamos tão fracos, frágeis, fúteis? 

Quando é que se tornou normal dizer: 

"Ele é uma pessoa difícil" 
"Ela é uma menina sensível"
 "É o temperamento forte." 
" É o gênio." 
"São os pais. Os tios. A vida. É culpa do mundo."?

Não é normal. Ou, pelo menos, não deveria ser. 

Se eu pudesse te pedir qualquer coisa hoje, eu gostaria simplesmente de pedir: Por favor, não seja um chato.

Ria mais. Releve. Perdoe. Veja por outro ponto de vista. Não negocie a sua paz. Não crie rugas em vão. Não desenvolva úlceras (em si e nos outros). Tem coisas tão maiores que o nosso umbigo. 

Pra que problematizar tudo? Procurar pulga pra se coçar? Ver coisa onde não tem?
Pra que fechar a cara? Guardar rancor? Se estressar por tão pouco?

A gente precisa amadurecer a alma. O espírito. O pensamento. 
Suas emoções não foram feitas pra viverem explodindo o tempo todo. Inteligência emocional existe e deveria ser nossa meta de vida antes de qualquer outra coisa. Pois, sem ela, tudo que conquistarmos poderá ser perdido em um instante, por má administração. 

Por favor, não seja um chato.

Não enfie sua opinião goela abaixo de ninguém. Não tente mudar alguém antes de amá-lo como ele é. Não se autointitule como dono da verdade ou juiz sobre as pessoas.

Não adquira conhecimento para humilhar os outros e aumentar o seu ego. Não seja um teólogo que não sabe amar. Não fale difícil pra esbanjar vocabulário "chiquês". Não seja um pessimista que boicota sonhos e empolgação. Não seja quem só vê defeito e problema, mas nunca vê o que há de bom, nem a solução. Não seja mais um filósofo de facebook pronto pra causar com as coisas que você não concorda. Não promova escândalo. Não compactue com contendas. Não exponha ninguém. Não se ache dono de pessoas. Não as culpe por seus problemas. Não dê "piti". 

Lute contra sua insegurança. Seus medos. Suas carências. Seu ego ferido. Seu senso de justiça que só lhe parece justo quando favorece você. 

Nós precisamos reaprender a simplicidade. A essência. A leveza. A flexibilidade. A mansidão. 
Nós precisamos aprender que amar e concordar são coisas diferentes, mas que é possível discordar em amor.
Nós precisamos aprender que alguns momentos já são difíceis o bastante por si só, e o que a gente menos precisa, é ser difícil também. 
Nós precisamos aprender que ninguém merece carregar o fardo do gênio difícil que a gente acha que é normal ter.

"Estourar" não é normal. "Perder a razão" não é normal. "Se doer" por qualquer coisa não é normal. Ou, pelo menos, não deveria ser.

Por favor, não seja um chato. Aprenda com Jesus. O jugo Dele é suave. O fardo Dele é leve. A graça Dele é superabundante. E, quando Ele veio pra essa terra para nos deixar um padrão de como devemos viver, Ele nos ensinou sobre simplicidade através de sua vida. 

Jesus era simples. Jesus era uma pessoa extremamente simples. Ele perdoava, não guardava mágoas. Ele amava, não atirava pedras. Jesus nos ensinou que devemos ser prontos em ouvir e tardios em nos irar. Ele nos ensinou a amar aqueles que nos odeiam e orar pelos que nos perseguem. Ele mostrou que um dos maiores tesouros de um homem é ser humilde e manso de coração. É ser puro como criança. É ser o menor e servo de todos. É simples. Ele nos ensinou que "sim é sim" e "não é não". Fácil. Por que complicamos tanto tudo?

Se Jesus se ofendesse por qualquer coisa, Ele nunca teria cumprido sua missão. Se Jesus condenasse por qualquer coisa, Ele nunca teria nos ensinado sobre o perdão. Se Jesus se fechasse para aqueles com os quais Ele não concordava, não haveria salvação. Por que fazemos tudo ao contrário?

Entre tantas evoluções e avanços, o que nossa geração mais precisa hoje, é de pessoas dispostas a "regredirem" o bastante para alcançarem os pés da cruz, e se tornarem simples, como Jesus é...

Que tal começar por você?



De quem ama pessoas, mas luta contra as potestades dos "mimimi's",
Ghiovana Christini.



Talvez Você Goste Também

1 comentários

Posts Populares

Contato