comportamento decartaparacarta

Nós precisamos falar sobre o pecado

17:01Ghiovana Christini


Ontem eu almocei na casa da minha tia, e, ao entrar no quarto da minha priminha, me encontrei com um desses alvos de brinquedo, com alguns dardos para atirar. Na curiosidade, peguei um em mãos e, tomando uma distância razoável da parede, lancei. Errei feio. Na primeira e segunda tentativa, nem o círculo eu acertei. Até que o Espírito Santo ministrou ao meu coração, através daquela simples brincadeira, algo impactante, e eu entendi o que precisava aprender: Jesus estava me ensinando sobre o pecado.

Alguns termos utilizados na Bíblia para se referir ao pecado, como "Hamartia", do grego, e "Hata’ah", do hebraico, trazem um mesmo significado: errar o alvo. Talvez você já tenha ouvido esse conceito, talvez, seja a primeira vez. Mas, entre tantas definições cabíveis, pecar, também, é isso mesmo, errar o alvo. É quando a gente lança a flecha e acerta na parede. É quando o ponto, tão almejado, não é alcançado. 

Ora, sabemos que fomos salvos, perdoados, transformados e libertos, e o pecado não tem mais domínio sobre nós; nós fomos mortos para ele e nascemos para Cristo! (Rm 6). Mas, todos os dias somos sujeitos a errar. Vivemos diariamente uma guerra interior, onde a nossa carne milita contra o nosso espírito (Gl 5:17) e tenta nos fazer cair. Mas, somos nós que, através de nossas escolhas, decidimos quem terá a vitória. Então, por que pecamos tanto? 
Eu trouxe alguns motivos.

Quem não tem um alvo, atira pra qualquer lado

Na minha frente enquanto, com um olho fechado, eu tentava mirar o meu dardo, eu sabia qual era o meu alvo. Mas, em nossas vidas, muitas vezes perdidos, não sabemos para onde olhar, e, atirando para todos os lados, buscando encontrar algum sentido, pecamos vez após vez.

Alguns dias atrás eu estava em meu quarto conversando com Jesus, e Ele me disse uma coisa fantástica: "Só pode fazer igual quem está vendo o que está sendo feito. Você só imita alguém para quem está olhando. Onde estão seus olhos?"
Ele me fez entender: meus olhos precisam estar Nele o tempo todo (2 Co 4:18). Ele é o meu alvo. É com Ele que eu quero me parecer. É Ele que eu quero representar. Se Ele é o meu alvo, eu devo mirar meu comportamento Nele. Se Ele é o meu alvo, eu preciso lançar minhas ansiedades, sonhos e expectativas, Nele. Se Ele é o meu alvo, eu preciso fazer coisas que me aproximem Dele. Ele é o meu alvo!

"Porém uma coisa eu faço: esquecendo-me daquilo que ficou para trás, prossigo para o alvo e avanço para o que está na minha frente. Corro direto para a linha de chegada a fim de conseguir o prêmio da vitória. Esse prêmio é a nova vida para a qual Deus me chamou por meio de Cristo Jesus." (Filipenses 3:12-14)

Nosso alvo é alcançar o nosso prêmio: A nova vida para a qual Deus nos chamou por meio de Jesus! O resgate da nossa identidade de "imagem e semelhança". O abandono de todo pecado, impureza, e infelicidade. Yes!

Coloque Jesus como alvo da sua vida. E antes de fazer qualquer coisa, mire Nele. Pecar vai se tornar bem mais difícil.

Quem se conforma em errar, não acerta nunca 

Mirando naquele alvo, eu lancei o dardo muitas vezes. Errei inúmeras. Achei que não tinha jeito. No começo, ri sozinha. Depois de um tempo, já estava ficando com raiva e quase desistindo, mas, eu estava determinada a acertar. E por persistir, aprendi a forma certa de lançar, e a partir do primeiro acerto, eu praticamente não errei mais.

O maior problema do pecado, é quando nos deixamos ser vencidos por ele, e nos conformamos. "Eu já tentei parar, mas não consigo". "Todo mundo faz, é normal". "É mais forte do que eu, minha carne é fraca". Você com certeza já ouviu, ou disse alguma - ou todas - dessas frases.
Muitas pessoas já me procuraram me contando suas situações, erros e vida de pecado, e minha resposta foi e sempre será a mesma: A primeira coisa que você precisa fazer, é se inconformar com isso.  

"[...] E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que proveis qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus."

Uma das coisas que mais me chama atenção nesse versículo, acredite você, é a palavra "mas", porque ela é usada em conjunções adversativas. Ou seja, para acrescentar uma frase contrária. "Não vos conformeis, MAS, transformai-vos". Transformar é o contrário de se conformar. Se você se conforma, você não se transforma.

Lance o dardo quantas vezes forem precisas, mas não se conforme em permanecer no erro. Tente até acertar. O único peixe que não nada contra a maré é aquele que já está morto. 

Quem não tem mãos firmes, deixa o dardo "escorregar"


Para abandonar o pecado, você precisa ter firmeza. Quem tem mãos "moles", deixa qualquer coisa fazer morada em sua vida, porque não barra na entrada. E é essa a atitude que temos que ter quando se trata de qualquer coisa que venha corromper ou violar a nossa santidade: barrar na entrada. Mas, qual é a entrada do pecado?

"Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias." (Mateus 15:19)

O próprio Jesus disse, lá em Mateus 5, que a lei ensinava que adulterar é pecado, mas, segundo Ele, o simples fato de olhar para uma pessoa e, em seu coração, desejá-la, configurava o mesmo. E, através desse e outros exemplos, Ele nos trouxe uma lição preciosa: O pecado não vem do mundo exterior, ele nasce no coração.

Todo pecado começa em nossa alma, o centro de nossos pensamentos, sentimentos e vontades. Por isso, é preciso muito cuidado com o que deixamos entrar e permanecer. Tudo que nossos olhos veem, tudo que nossos ouvidos ouvem, e tudo aquilo a que o nosso corpo tem acesso, pode influenciar nosso mundo interno: O coração. E é nisso que devemos ser firmes!

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida." (Pv 4:23)

Somos chamados para sermos guardas do nosso coração, que pertence a Jesus. Nada, nem ninguém, deve entrar, sem que Ele deixe. 

"Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o pensamento à obediência de Cristo." (2 Co 10:5)




Quanto mais longe do alvo você está, mais difícil é acertar


Eu comecei atirando dardos de longe, e de lá, me esforcei por minutos até conseguir acertar pela primeira vez. Quando me aproximei, percebi que, quanto mais perto eu estava do alvo, mais fácil se tornava acertar o meu lance. Foi aí que o Espírito Santo encerrou a lição do dia:
"Quanto mais perto de Jesus você está, mais difícil se torna errar". 

Eu sorri, porque me lembrei que a santidade do meu Amor é tão grande, que transborda pra quem está perto Dele...

Quis me achegar ainda mais.  

De quem busca viver pertinho do Alvo,
Ghiovana Christini.


Talvez Você Goste Também

0 comentários

Posts Populares

Contato